sexta-feira, 12 de junho de 2009

Dia dos namorados.

O dia dos namorados mais parece uma provação. É o dia de os solteiros não-convictos - grande maioria, diga-se de passagem - balançarem-se numa ciranda, num lamurioso discurso de que há qualquer coisa de errada com eles e que é seu destino líquido e certo a companhia da "titia". Não os condeno. A tal "dança da solidão" (desilusão, desilusão...) já me teve como bailarina principal um sem-fim de vezes. A questão é que somos muitos. Os solitários. As panelas à espera de sua tampa. Estatisticamente falando, os majoritários. E não temos uma data só para nós. No aspecto financeiro da coisa, seria até absurdo haver um dia dos solteiros. Se fôssemos presentear cada solteiro e solteira que conhecemos, a quebra da bolsa daria lugar à quebra do bolso. Enfim...
A data não me agrada. De todas as estratégias de venda, talvez esta seja a que mais me irrita. E não é porque meus envolvimentos não coincidem com o mês de junho. Já ganhei meus chocolates,
sim. É que uma certa irritação paira no ar. A farra vira questão de honra - ficar em casa no dia dos
namorados, jamais! A vida parece mais injusta. Ter alguém vira sinônimo de solução dos problemas. Há, nesta data, como em outras tantas (mas por motivos diferentes), mais insatisfeitos que satisfeitos. Encalhados Solteiros versus comprometidos, solteiros convictos e comerciantes com um gordíssimo lucro.
Às vezes a gente tem que se bastar, não? Juntar os amigos solteiros e ir jogar papo fora num sushi bar, numa
ode à vida e ao porvir - este sujeito que vive a nos causar o arrepio de ignorar o que vem à frente. Vai que o Destino cruza uma esquina - empoeirada, destas que a vida esquece e o acaso então abraça - e force o Inesperado a unir útil e agradável.

Se ofendo com a generalização, perdoem-me. Me tomei como exemplo pra escrever. Me despi do eu-lírico por hoje, apenas por hoje. Feliz dia dos namorados.

15 comentários:

estacaodaschuvas disse...

Quem disse que não é bom passar esse dia em casa ? Ah juvenil...

Bia disse...

Muiiiiiiiiiito bommmmmmm
melhor texto seu.
me identifiquei horrores, mas confesso que seria bem agradável estar com alguém.
Bom dia de santo antonio
;*

Isa disse...

Impossível dizer e classificar um texto seu. São kd vez melhores.

Mas fazendo um contraponto, nunca me senti tão feliz e segura num dia como este, o dos (e)namorados. Ficaria em casa numa boa... ou me empanturrando num sushi bar desses qq.

João Vitor disse...

Sua escrita é fluida, doce, leve, muito bem articulada... são tantos os elogios. Meus sinceros parabéns. Passarei a visitar aqui com frequência. Estudo no mesmo colégio que você estudou, e também almejo jornalismo (: Até mais!

Isolda Herculano disse...

Pois bem, faço parte da minoria que já encontrou a tal ‘bota velha para o pé cansado’, como diz minha avó.

Doze de junho, para mim, é um blefe do comércio, sim! Mas algumas pessoas precisam de miudezas para completar seu senso de felicidade. Fazer o que?!

Já eu, não me sinto mais namorada do meu namorado no dia dos namorados.

Abraço.
Isolda.

Eduardo Leite disse...

ah, normal. Já me acostumei a não ganhar presente no dia 12 =x

João Vitor disse...

Vindos de você, eu me sinto lisonjeado com os elogios! Sempre te observava nos intervalos... por vezes quis lhe dirigir a palavra... mas a timidez me consomia, enfim. Beijo!

~ Camila V. disse...

E por falar em esperança habitando cada um de nós, "Vai que o Destino cruza uma esquina - empoeirada, destas que a vida esquece e o acaso então abraça - e force o Inesperado a unir útil e agradável."

Talvez Mercutio tenha sido o mais sábio da história. Não por não ter encontrado sua Julieta e sofrido os espinhos do amor, mas, por ter sido feliz e ter se divertido APESAR disso.

A busca desesperada pelo par, acabou matando dois jovens seres. Não se pode dizer que foram felizes, já que jamais dispuseram do tempo de VIVER o seu amor.

Precisamos, por uma questão de sobrevivência, aprender a sermos felizes sozinhos. Que o outro venha para completar e não para construir o TODO que somos nós.

Beijo!

P.S.: Você não sabe a saga que foi conseguir comentar aqui hoje...

Tay disse...

Eu passei o dia dos namorados em frente ao pc aparecendo na webcam. (y)
Sinceramente, se não fosse pelo sentimento existente, acharia patético. XD'
Enfim... como sempre, me surpreendendo! *-*

Thay Melo disse...

Lud *-*
escreve muito bem :D

~ Camila V. disse...

Diz palavra certa na hora certa mais ou menos, né? Hhahahahaa, se for através das canções, eu até concordo com você. Mas eu tenho uma convicção que não me deixa, de que o Caê não deveria mais dar entrevistas. Ele acaba com a genialidade musical dele quando abre a boca pra dar opinião. Muito mais legal quando ele canta e somenta canta, hahahaa ;)

A saga deu-se início quando eu tava lendo seu post na faculdade. Aí fui comentar do computador de lá, mas do nada, a conexão caiu. Tive que anotar num pedaço de papel (que pedi pra uma colega) tudo que gostaria de dizer sobre o post.

Na hora do 'recreio', fiquei convesando com uma colega sobre 'Romeu e Julieta' e acabei mostrando a ela o pedaço de papel com a reflexão sobre Mercutio.

Chegando em casa, digitalizei as palavras e elas vieram pro seu blog, que era o objetivo inicial!
Hhahahahahaha, ufa!

Beijo.

~ Camila V. disse...

P.S.: Depois leia o post anterior a 'Lua e Estrela', um chamado 'Antes de ti'. É provável que você goste. ;)

João Vitor disse...

Eu que o diga minha cara! rs. Mas estou aprendendo a lidar com a traquina, afinal, ela pode me causar muitos problemas futuros! Falarei sim, ainda que provavelmente só venha te encontrar na UFAL! mas se nossos caminhos se cruzarem antes disso, não deixarei de lhe dirigir minhas tímidas palavras, prometo!
Vou tentar te achar no orkut, acho que a comunicação por lá é mais fácil, não? hehehe, Beijão! :*

Vone Flor disse...

Oi Ludmila, muito lindo seu blog, eu concordo com vc, qdo há uma certa pressão d que só somos felizes se estivermos com alguém. E o amor próprio não conta? O dia dos namorados é uma data comercial, afinal o que amor para mim, é semeado e cuidado todo dia. Abraços e tudo de bom. abçs

kyou disse...

o mundo discresceu e desapareceu to ficano sem ar vc se mis receu o ceu escureceuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuvo ficsando sem ar esperando voce volta